Curso de 1992


Fitas de Áudio sobre a Antropologia Filosófica

SEGUNDO CONJUNTO DE FITAS - 20 FITAS

Fita 01 – 1:02:20
Fita 01 A – PARTE HISTÓRICA
Racionalismo. Aparecimento das ciências humanas. Século XVII e XVIII. O problema do método.
Fita 01 B – PARTE HISTÓRICA
Ciências humanas e ciências da linguagem.

Fita 02 – 00:48:47
Fita 02 A – PARTE HISTÓRICA. Século XVII. Surgimento das ciências humanas. Ciências históricas. História Sagrada e História Profana. Mito-história e história científica. Sociedade civil.
Fita 02 B – PARTE HISTÓRICA. 1680-1780. Concepção do homem na ilustração. Inglaterra, França. Espírito. Geist. Novo começo. Da minoridade para a maioridade. Iluminismo e Ilustração. Critérios da Ilustração. Heréticos da Ilustração. Mecânica de Descartes x Mecânica de Newton.

Fita 03 – 1:02:47
Fita 03 A – PARTE HISTÓRICA. Ilustração. Visão imanentista. Gusdorf. Cassirer. Idéias da Ilustração: humanidade, civilização, progresso, tolerância, revolução
Fita 03 B – PARTE HISTÓRICA. Espaço mental da ilustração: idéias da ilustração. Kant como intérprete, filósofo e crítico da Ilustração. Kant coroa a Ilustração e ultrapassa a ilustração. Anti-ilustração.

Fita 04 – 1:02:46
Fita 04 A – PARTE HISTÓRICA. Kant.
PARTE SISTEMÁTICA. Método. Pré-compreensão e antropologia como sistema de categorias
Fita 04 B – continuação.

Fita 05 – 1:02:41
Fita 05 A – PARTE HISTÓRICA. Idealismo Alemão. Filosofia contemporânea.
Fita 5 B – PARTE HISTÓRICA. Romantismo

Fita 06 – 0:36:35
Fita 06 A – PARTE HISTÓRICA. Idealismo Alemão. Filosofia contemporânea. PARTE SISTEMÁTICA. Objeto e método.
Fita 06 B – PARTE SISTEMÁTICA. Objeto e método.

Fita 07 – 1:02:46
Fita 07 A – PARTE HISTÓRICA. Visão hegeliana.

Fita 08 – 1:02:14
Fita 08 A – PARTE HISTÓRICA. Visão hegeliana. Parte danificada.
PARTE SISTEMÁTICA. Objeto e método. Estrutura da conceptualização filosófica
Fita 08 B – PARTE SISTEMÁTICA. Objeto e método. Homem como sueito. Estrutura do sujeito

Fita 09 – 1:02:48
Fita 09 A – PARTE HISTÓRICA. Visão hegeliana. Virada historiocêntrica. História como realização da historicidade do homem.
Fita 09 B – PARTE HISTÓRICA. Dimensões de compreensão do homem: Natureza, Cultura, História, Absoluto. A evolução do pensamento hegeliano dá ênfase a uma ou outra destas dimensões. Três fases: 1. pré-sistemática e o tema da cultura cindida, alienada; 2. união da consciência-de-si e do sistema; Fase de preparação do sistema. 3. Fase sistemática.
A estrutura da Enciclopédia é construida em 3 grandes dimensões da realidade: Lógica, Natureza e Espírito - articuladas através de dois pontos de vista: 1. sistemática – tod a realidade pode ser reduzida a uma destas três dimesões. Formam um todo. 2. dialética.

Fita 10 – 0:52:50
Fita 10 A – PARTE HISTÓRICA. Começo da fita está ruim. Hegel. Antropologia hegeliana propriamente dita. PARTE SISTEMÁTICA. Forma, eidos é aquilo que se manifesta o ser, a estrutura do sujeito. Sujeito como movimento de passagem da natureza à forma.
Fita 10 B – PARTE SISTEMÁTICA. Estrutura do sujeito – N/S/F. Mediação. Unidade do eu. Ato mediador. Uno que se manifesta em níveis diferentes: pré-compreensão, compreensão explicativa, compreensão filosófica.

Fita 11 – 1:03:45
Fita 11 A – PARTE HISTÓRICA. Hegel. O homem é um tornar-se homem. 1. ser natural ( mundo circundante, corporalidade, psiquismo) 2. fenomenologia (relação ativa consigo, relação ativa com o mundo circundante, fenomenologia do espírito). 3. psicologia ou noologia (espírito teórico, espírito prático, espírito livre). Este assunto é tratado numa das fitas de vídeo do curso sobre a Fenomenologia do Espírito, ministrado em 1985 na UFMG.
Fita 11 B – PARTE HISTÓRICA. Fim de Hegel. Resumo da parte histórica. Filosofia contemporânea pós-hegeliana. Grandes linhas. Feuerbach e Marx.

Fita 12 – 1:03:48
Fita 12 A – PARTE HISTÓRICA. Marx. PARTE SISTEMÁTICA.Objeto e Método. Sujeito
Fita 12 B – PARTE SISTEMÁTICA. Objeto e Método. Pré-compreensão. Compreensão Explicativa. Compreensão Filosófica. Momento aporético.

Fita 13 – 1:03:27
Fita 13 A – PARTE HISTÓRICA. Marx e Feuerbach. Séculos XIX e XX. Nieztsche.
Fita 13 B – PARTE HISTÓRICA. Nieztsche.Filosofia contemporânea

Fita 14 – 1:01:29
Fita 14 A – PARTE HISTÓRICA. Filosofia contemporânea. Max Scheler.
PARTE SISTEMÁTICA. Compreensão filosófica. Discurso e dialética. Princípios de limitação eidética, de ilimitação tética e de totalização
Fita 14 B – PARTE SISTEMÁTICA. Categorias

Fita 15 – 1:03:28
Fita 15 A – PARTE HISTÓRICA. Antropologias Contemporâneas. Antropologias Existencialistas. Heidegger. Sartre. Marcel.
Fita 15 B – Ruim. PARTE HISTÓRICA. Antropologias personalistas e antropologias materialistas.

Fita 16 – 0:54:01
Fita 16 A – PARTE HISTÓRICA. Nieztsche. Nascimento da Antropologia Filosófica. Século XX. Max Scheler. PARTE SISTEMÁTICA. Aporética Crítica
Fita 16 B – PARTE SISTEMÁTICA. Categorias. Estruturação da conceptualização filosófica.

Fita 17 – 1:03:40
Fita 17 A – PARTE HISTÓRICA. Homem Pluriversal
Fita 17 B – PARTE HISTÓRICA. Fim da parte histórica. PARTE SISTEMÁTICA. Início da parte sistemática – crise das ciências humanas

Fita 18 – 0:45:36
Fita 18 A – PARTE SISTEMÁTICA. Categorias de Unidade - Pessoa
Fita 18 B – PARTE SISTEMÁTICA. Categoria de Corpo – breve. Pouco tempo gravado

Fita 19 – 1:03:44
Fita 19 A – PARTE SISTEMÁTICA. Pré-compreensão do Espírito. Verdade
Fita 19 B – PARTE SISTEMÁTICA. Dialética mensurante-mensurado. Assunto importante que aparece em vários momentos da obra de Lima Vaz. Ver a dialética mensurante-mensurado na Tese de doutorado de Rubens Godoy Sampaio. Metafísica e modernidade – Método e Estrutura, Temas e Sistema em Henrique Cláudio de Lima Vaz.

Fita 20 – 0:32:31
Fita 20 A – PARTE SISTEMÁTICA. Categoria de Espírito - Inteligência
Fita 20 B – PARTE SISTEMÁTICA. Compreensão explicativa – categoria de Espírito

PESSOAS ONLINE

Temos 10 visitantes e Nenhum membro online